Altar no Beco da Romã e a Lenda de Vangghi

Beco da Romã Beco da Romã

Cabe agora dar conhecimento da lenda de Vangghi. Este personagem vivia no tempo da dynastia Tsin, nas vertentes da montanha Kuchau, todo entregue á agricultura. Surprehendido um dia pela chuva ao ir cortar lenha a um bosque, refugiou-se debaixo das lapas de uma caverna, onde encontrou varios anciãos jogando o xadrez. Durante a partida um d'estes velhos deu a Vangghi uma fructa parecida com o caroço da tâmara, dizendo-lhe que a comesse. Assim o fez, caindo em profundo somno. Decorrido algum tempo os anciãos despertaram Vangghi, dizendo-lhe que já havia dormido e que voltasse para casa. Este foi a pegar da acha que trouxera comsigo, mas o madeiro desfez-se-lhe nas mãos. 

Ao entrar no povoado, viu que não existiam já vestigios nem da sua casa nem familia; informando-se, soube com assombro que eram passados muitos seculos desde a feita em que se ausentara. Attonito e maravilhado, encaminhou-se para as montanhas decidido a fazer vida de anachoreta e entregar-se ás praticas taonistas, o que lhe valeu a immortalidade. 

Macau e os seus habitantes, relações com Timor de Bento da França, 1897
Enviar um comentário