Tenho um fraco por gaiolas chinesas

Mulher com cabaia e gaiola com pássaro num jardim, Macau 1896 
Mulher com cabaia e gaiola com pássaro num jardim
Macau 1896 
Eliza Ruhamah Scidmore

A gaiola que o Quim me ofereceu era uma das mais belas que alguma vez vi à venda em Macau. Tenho um fraco por gaiolas chinesas, grandes, médias ou pequenas, simples ou trabalhadas. Lembro-me bem que, da primeira vez que visitei o jardim de Lou Lim Ioc, fiquei fascinado ao ver dezenas de gaiolas penduradas nos ramos das árvores, enquanto os donos, na sua maior parte velhos patriarcas chineses, repousavam pachorrentamente à sombra, lendo o jornal, conversando ou deixando perder o olhar em quem passava, enquanto ouviam os trinados das aves que haviam trazido a espairecer.

João Aguiar em Rio das Pérolas. 2000
Enviar um comentário